Tradutor

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

POEMA SOBRE O TEMPO Contei meus anos e descobri Que terei menos tempo para viver do que já tive até agora.... Tenho muito mais passado do que futuro... Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de jabuticabas... As primeiras, ele chupou displicentemente.............. Mas, percebendo que faltam poucas, rói o caroço... Já não tenho tempo para lidar com mediocridades... Inquieto-me com os invejosos tentando destruir quem eles admiram. Cobiçando seus lugares, talento e sorte..... Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas As pessoas não debatem conteúdo, apenas rótulos... Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos... Quero a essência.... Minha alma tem pressa.... Sem muitas jabuticabas na bacia Quero viver ao lado de gente humana...muito humana... Que não foge de sua mortalidade. Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.... Rubem Alves

10 comentários:

Morgan Nascimento disse...

Olá, parabéns pelo seu blog!
Se você puder visite este blog:
http://morgannascimento.blogspot.com.br/
Obrigado pela atenção

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Sempre que leio
Rubem Alves,
ressuscito alegrias
em meu coração...


Vamos semear esperanças
com os nossos sonhos.

Marina Fligueira disse...

Hola Luz de Luna:

Ya tenía yo deseo de pasar por tu rincón bonito.

Nos dejas un precioso texto que nos habla del tiempo -tu tiempo, expresa un pizco de melancolía... Tu tendrás mucho tiempo aún por delante, así lo deseo yo, que vivas en medio de gente humana con un corazón grande, pues tú te lo mereces.
Siempre me has parecido una persona genial llena de sensibilidad y amor.

Suerte Luz. Te dejo mi gratitud y mi estima. Un abrazo grande y se muy -muy feliz.

Marina Fligueira disse...

Hola Luz De Luna:

Paso a saludarte y de paso releer esta entrada que me encanta que lleva puesta tu alma sensible y humana todo amor toda ternura, que engancha a la nuestras.

Te dejo mi gratitud por tu cercanía y mi estima siempre.

Un abrazo desde me Pontevedra amada. Se muy feliz.

O Profeta disse...

De folhas de Outono se coroa uma tonta
Lancei pedras sobre as ondas furiosas
Teimosamente arde neste peito uma raiva
E vi muito lixo num covil de raposas

As coisas que um poeta vê
As coisas que que invadem uma alma demente
Num silencio contaminador, estonteante
Ouvi palavras de amargo presente

Cheguei finalmente a uma certa praia
Fiquei encoberto por uma mancha de gaivotas
Na impressionante fachada da minha alma
Fecham-se com estrondo todas as portas


Doce beijo

O Profeta disse...


Este pensador, viajeiro entre Sois
Esta Ave pousada em mil embarcações
Esbarco que passa sem vela ou remo
Esta arca repleta de vibrantes emoções

Esta mestiça flor de açafrão
Este ramo de espinhos cravados na mão
Esta alma que não ousa largar opinião
Este homem vestido de solidão

Bom domingo

Doce beijo

..NaNy.. disse...

Hola paso de visita por tu blog me gusta tus poemas y todo lo que en el tienes. Saludos

Marina Fligueira disse...

¡Hola Luz!

De nuevo paso para saludarte y dejarte mil y un cariños.
Y de paso voy releyendo esa esencia de tu alma noble.

Y también tengo mucho más pasado que futuro, y seguro que tú eres mas joven. Tú tendrás el tiempo que Dios quiera darte, igual que todos.
Aunque cumplamos años podemos seguir escribiendo, con debate o sin el.

Bueno amiga, tú anímate que gusta mucho lo que escribes y a mí me gusta verte -saberte entre nosotros.

Te dejo un fuerte abrazo Y mi estima siempre. Se muy feliz.

O Profeta disse...

Sopram ventos de melancolia
Transparente é o cinza que a tua alma encerra

A minha pobreza é a falta de um par de asas
Encontrei um lugar de reinvenção das sombras
Pensei virar as costas ao tempo e ao deslumbramento
E aí houve estranhamente o amanhecer das minhas palavras

E passei para te deixar


Um mágico beijo

Marina Fligueira disse...

Y de nuevo vuelvo para deserte que lo Magos te dejen muchas cosas, pero sobretodo, que te dejen mucho amor, mucha paz, serenidad, salud y mucha felicidad. LUZ amiga.

Te dejo mi gratitud y mi estima siempre.
Un abrazo y.. ¡¡¡Feliz 2013!!!

BESOS: MARINA.